segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Colapso


Os sonhos contigo não cabem aqui:
Explodem.
E eu tenho vontade de.

Explodo-me
Afogo-me
Lanço-me no vão,
No escuro,
No inseguro,
No destino sem volta
Do seu olhar.

Despedaço-me
Inteira.
E assim permaneceria
Para que pudesse preenche-lo
Inundar todo o seu corpo
Todo o espaço que ainda permanece
Que ainda nos separa
Maltrata
Nos delimita.

Derreto-me
Como um eterno lança chamas.
Escorro por seus dedos
Braços abraços
Beijos infinitos
E as chamas escorrem por nós
E nos ligam intimamente
Como um elo
Um selo
Imutável
de amor.

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Este comentário foi removido por um administrador do blog." hahahahahaha

      Excluir